Polícia Militar do Piauí logo
QCG
Novo Quartel do Comando Geral da PMPI
Quartel do Comando Geral da PM - QCG

Fato de grande importância na História da Polícia Militar no Piauí foi a construção da atual sede do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar (QCG). O quartel foi inaugurado em 1978. Essa construção foi decorrente da necessidade, à época, de sua transferência do centro da cidade, na Praça Pedro II (hoje Centro Artesanal  Mestre Dezinho), onde funcionou por várias décadas, para uma região mais periférica e que reunisse outras unidades funcionais.
Construção do novo Quartel do Comando Geral da PM
Na década de 1980, o mais expressivo fato ligado à PM foi a construção do Hospital da Polícia Militar, que depois viria a receber o nome do ex-governador e médico Dirceu Arcoverde. Tal obra foi inaugurada em 21 de abril de 1986. Pela sua dimensão funcional, foi de fundamental importância para a preservação da saúde de todo o quadro de funcionários da corporação.

Ainda nos anos 80, foi criado o Stand de Tiro da PM do Piauí. Localizado na área do então Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), próximo ao QCG, essa instalação militar foi construída com o objetivo de treinamento e aperfeiçoamento de tiros dos policiais militares. Uma iniciativa decorrente do empenho da instituição em busca de fornecer à sociedade uma segurança cada vez mais qualificada.

Diante do desejo de prestar serviços à comunidade, que vão além da segurança pública, obrigação constitucional da corporação, a PM passou, já na década de 1980, a prestar mais um relevante serviço à população do Estado. É que, justamente naquela década, passou a ser admitida na corporação a presença de mulheres. Além da quebra de um preconceito, a PM trazia para dentro da corporação a importante contribuição feminina, o que favoreceu, de um lado, a execução de mais serviços e, de outro, a criação de meios para ampliar as possibilidade de trabalho para a mulher piauiense.

Dos anos 90 até os dias atuais, houve várias medidas tomadas pela Polícia Militar no Piauí no sentido de aperfeiçoar ainda mais os quadros internos da Corporação.

Referência:
A História da Polícia Militar do Piauí. Laécio Barros Dias e Aelson Barros Dias, organizadores. _Teresina: Gráfica Expansão, 2010. Pág. 43.