INFORMAÇÕES E SERVIÇOS PARA O CIDADÃO
Polícia Militar do Piauí logo
+ Mais Notícias...
Últimas Galerias de Fotos
SOLENIDADE MILITAR: ANIVERSÁRIO PMPI
SOLENIDADE MILITAR: ANIVERSÁRIO PMPI
 
CELEBRAÇÃO DO DIA DAS MÃES
CELEBRAÇÃO DO DIA DAS MÃES
SOLENIDADE AO DIA DE TIRADENTES
SOLENIDADE AO DIA DE TIRADENTES
 
CMT GERAL PMPI VISITA UNIDADE DO EXTREMO SUL DO PIAUÍ E ENTREGA VIATURAS
CMT GERAL PMPI VISITA UNIDADE DO EXTREMO SUL DO PIAUÍ E ENTREGA VIATURAS
+ Mais Galerias de Fotos...
Estatística
Ditel - Setor de Estatística
Divisão de Estatística
Instrumento de coleta de dados e produção de Informações

Iniciamos nossa apresentação com uma passagem da Obra de G. Glotz apud Adorno e Horkheimer (1985, p. 25), por nos ajudar a compreender a extensão da estatística como método de descrição da realidade amplamente utilizada desde as primeiras civilizações. Desde os tempos mais remotos a descrição da realidade tem sido um recurso utilizado por estadistas, chefes e comandantes militares para a tarefa de bem governar a sociedade. O bom governo busca a felicidade do seu povo, essa felicidade torna-se concreta quando se realiza no indivíduo em particular. O trecho acima nos revela o conhecimento de Ulisses da realidade do seu reino, a quantidade de habitantes, o modo como o povo vivia, o que produziam e acima de tudo sabia que estavam, cada um em sua propriedade vigiando o reino como um todo contra o inimigo.

Hoje, a estatística como método e técnica de descrição da realidade tem alcançado os diversos campos do conhecimento científico, seja na economia, na administração, ou na matemática, sempre com a mesma finalidade: reunir informações que possam contribuir para o autodesenvolvimento da sociedade política. Entenda-se como autodesenvolvimento a capacidade que o Estado possui em gerir a atividade pública com os recursos de que dispõe, os quais são geralmente escassos.  A estatística é a possibilidade do gestor público ou privado avaliar sua performance, conhecendo os pontos fortes e fracos da sua gestão e a partir daí tomar decisões mais acertadas quanto a utilização dos meios disponíveis para o atendimento das demandas sociais e administrativas. É também a possibilidade da sociedade, através das informações produzidas, participar de forma mais consciente dos assuntos públicos que lhes são inerentes. Dessa forma, a Estatística tem servido como meio de fortalecimento da democracia e tem sido amplamente utilizada pelos gestores na elaboração das políticas públicas, primando-se pelos princípios da transparência e do respeito à dignidade da pessoa humana. Seguindo esta lógica foi criada na estrutura da Polícia Militar em 2011, a Diretoria de Telemática, tendo como uma das suas subdivisões a Divisão de Estatística e Geoprocessamento, com a finalidade de coletar dados para a produção de informações confiáveis que possam servir de indicadores na área da Segurança Pública.

O desenvolvimento de estatísticas na Polícia Militar é, portanto, recente e tem sido aperfeiçoado com a utilização de uma série de tecnologias informacionais, a exemplo do Geoprocessamento, tecnologia esta que trata de um conjunto de técnicas que conta com a máxima da localização espacial e do processamento de dados. A necessidade de possuir, atualizar e controlar a informação é fundamental em qualquer operação policial. Consequentemente, utilizar uma melhor tecnologia que atenda as demandas e os anseios da sociedade produz aumento significativo da eficiência na segurança pública.

Outro ponto importante é a parceria existente com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), por meio da qual, a Divisão de Estatísticas e Geoprocessamento tem consolidado junto ao Sistema Nacional de Estatísticas Policiais e Justiça Criminal (SINESPJC) o banco de dados relativo às estatísticas criminais do Estado, sendo este procedimento de suma importância, uma vez que servirá de subsídios para a elaboração de políticas públicas na área da Segurança Pública. 



Polícia Militar do Piauí - Quartel do Comando Geral
Avenida Higino Cunha, nº 1750 Bairro Ilhotas CEP: 64014-220